Debug Remoto no Websphere 6.1/7.0

Neste post vou mostrar como fazer o deploy remoto no Websphere 6.1/7.0 através do eclipse, para tal função vamos ter que modificar algumas configurações no WAS console. Você pode fazer isso com o Process Server da IBM conhecido como WPS. Nesse exemplo vou utilizar o Process Server 6.1 (IBM WPS 6.1).

Esse recurso é bem útil para depurar código que está em produção ou em um máquina Servidor Linux rodando o WAS por exemplo. Para isso você precisa do eclipse com os fontes do projeto.

Vamos as configurações do Websphere primeiro. Suba o Websphere e entre no console de administração, se você está com o servidor na sua máquina mesmo acesse o console com o endereço: http://localhost:9060/admin.



Configurando o Debug no Servidor

Após entrar no console de administração do Websphere vá em: Servidores -> Servidores de Aplicativos e clique em server1conforme a foto a baixo.



Agora procure pela opção de Propriedades Adicionais que esta no menu da direita bem a baixo e clique em Serviço de Depuração conforme a foto a baixo.



Marque a opção para Ativar Serviço na Inicialização do Servidor muda a para 7781 e adicione como os valores: -agentlib:jdwp=transport=dt_socket,server=y,suspend=n,address=7781 conforme a foto a baixo.



Feito isso clique em ok e depois em salvar. Agora você terá que derrubar o servidor e subir de novo para que as modificações tenham efeito de facto. Feito isso o servidor já está pronto para ser depurado.

Vamos as configurações do eclipse. Você tem que ter os mesmos fontes que estão rodando no servidor(.class) em forma de código(.java) no seu eclipse. Clique em cima da classe que você quer debugar e com o botão direito do mouse clique em Debug As -> Debug Configurations... conforme a figura a baixo.



Escolha a opção de Remote Java Application e clique em New Launch Configuration conforme a tela a baixo.



Mude a porta para 7781. E na aba source adicione os projetos ao seu classpath e bem como dependências para realizar esse debug. Agora você já pode clicar em Debug e pronto. Agora basta usar a aplicação até chegar no ponto de debug que você marcou se você olha na perspectiva de debug do eclipse vai ver que ele se conectou na JVM da IBM chamada de J9.

Espero que isso ajude em situações adversas, abraços e até a próxima.

Popular posts from this blog

Telemetry and Microservices part2

Installing and Running ntop 2 on Amazon Linux OS

Fun with Apache Kafka